CARLOS ALBERTO DE FARIA  apresenta:
BOLETIM ELETRÔNICO SEMANAL - BES Para assinar, clique aqui!


Sintonia Com Você

Quando o capital e a tecnologia são acessíveis a todos por igual,
o que faz a diferença é o capital humano.
Tom Peters,
consultor americano


_______________________________________________________
Resumo:
Toda e qualquer pessoa deve enfrentar a vida por inteiro, perseguir o seu sonho e a realização dos seus desejos da maneira mais produtiva: maiores ganhos com as menores perdas.
A realização do seu sonho, independentemente de qual seja ele, passa pela assertividade.

_______________________________________________________

Estar em sintonia com você é reconhecer-se e aceitar o que você é, e como você está, a cada momento.

O reconhecer e se aceitar tem muito a ver como você lida e aceita as suas emoções e sentimentos, tem a ver com sua auto-estima. E esta com a sua assertividade.

Uma vez você melhorando a sua auto-estima você precisa colocar as suas emoções como fonte de construção de relacionamentos duradouros e transparentes.

O primeiro passo para trabalhar com emoções não construtivas, suas ou de outras pessoas, minimizando ou eliminando os seus efeitos, é você se manter calmo, senhor de si mesmo.

Manter a calma é a sua primeira e necessária habilidade para você manter:

- o prumo, ou seja, manter-se no controle da situação, manter-se no controle das suas próprias emoções, evitando o tão comum auto-seqüestro emocional;

- o rumo, ou seja, conservar-se na direção da realização dos seus sonhos, e não dar espaço para os interlocutores divagarem sobre o caminho inicial ou pretendido da conversa, reunião ou debate, levando você e sua agenda com eles.

Lembre-se que os outros jamais fazem você ficar zangado, irritado, triste ou quaisquer outros sentimentos negativos.

Você, e somente você, é que se permite, é você quem abre espaço dentro de você para permitir que as ações dos outros, sobre as quais você não tem controle algum, afete seu estado de ânimo. Portanto,a rigos e nestes casos, é você quem precisa reformular, ou as suas expectativas ou o seu recrutamento.

Leia A LEI DA EXPECTATIVA NEGOCIADA

Eu não estou aqui afirmando que você precisa reprimir as suas emoções, mas sim afirmando que o comportamento cultural herdado de reagir emocionalmente, apesar de justificado socialmente, não é:

- a maneira mais rápida,
- a melhor forma, e
- o caminho mais efetivo

 para você construir relacionamentos de longo prazo.

A você, não somente é permitido, mas também é esperado que você fale, exponha e compartilhe as suas emoções, os seus sentimentos, as suas inseguranças, os seus receios, os seus desejos e qas suas expectativas.

Não somente é permitido, mas é esperado, que você, como ser humano que você é, se abale com alguns fatos pessoais, que só o fato de viver já traz algum amigo ou familiar doente, ou a perda de um ente querido.

Já ficar amuado por algo relativo ao trabalho é extremamente contraproducente. No trabalho devemos primar por sermos fonte de soluções, jamais a fonte de problemas.

Leia PROBLEMÁTICA OU SOLUCIONÁTICA?

As nossas reações emocionais ocorrem freqüentemente quando os "outros" não atendem às nossas expectativas, coisa que absolutamente eles não precisam atender, mesmo que elas tenham sido negociadas exaustivamente.

Você, nesses casos, ao invés de subir nas suas tamancas e vociferar contra os "outros", simplesmente analise a situação e verifique primeiramente se a sua expectativa foi previamente muito bem esclarecida e negociada.

No caso da sua expectativa não haver sido atendida, de duas uma:

a) - a sua expectativa não foi negociada com o "outro", e então a sua expectativa é somente sua, e o outro lado nada poderia ter feito, pois ele desconhecia essa expectativa.

Neste caso abra negociação para que o outro lado entenda a sua expectativa, e esteja preparado para atender as expectativas do "outro", também; mas sempre negociando e ajustando para chegar a uma solução por consenso.

b) - a sua expectativa foi negociada, e o "outro" lado não atendeu.

Neste caso há duas opções a serem tomadas:

- ou você acredita na relação - profissional, de amizade ou afetiva - e abre um esclarecimento sobre o que havia sido negociado, e conta da sua expectativa de ser atendido, abrindo uma nova janela no tempo, esperando que de uma próxima vez você seja atendido,
- ou você dá um basta na relação - profissional, amizade ou afetiva -, termina essa relação e abre novo recrutamento e seleção, na expectativa de encontrar uma nova pessoa para que você inicie negociações que venham a atender as suas expectativas.

Cair na vala comum da reação emocional, apesar de emocional e culturalmente aceito, é o mesmo que dizer para o "outro":

- "Olhe o que você me fez, veja como você me deixou!"

E isso é bastante próximo de uma chantagem emocional. Essa chantagem emocional pode ser o início de um jogo de culpas e manipulação. O que nem você, nem a pessoa com a qual você tem um relacionmento, merecem.

Profissionais competentes e pessoas maduras emocionalmente não partem para esse caminho, pois ele impossibilita a criação de vínculos que levam ao estabelecimento de relacionamentos fortes e duradouros.

Lembrando que relacionamentos fortes e duradouros baseiam-se em confiança e transparência.

Manter-se calmo:

- preservar o prumo e

- manter o rumo,

é o caminho para que você fale e compartilhe tudo o que você sente dentro de você, escolhendo as palavras adequadas, cuidadosamente, para que o "outro" lado entenda que você fala de uma maneira construtiva, ao invés de criar um clima de enfrentamento, de confrontação.

O prumo e rumo preservados mantêm você, constantemente, na direção da realização dos seus sonhos e desejos.

Você quer preservar o prumo e manter o seu rumo?

É isso que você quer?

A resposta é uma só: seja ASSERTIVO.

Caso você queira ler mais sobre assertividade, eu recomendo:

ou então faça o nosso curso à distância sobre esse tema:

para o qual você pode obter maiores informações aqui.

Se você quer ser um empreendedor, um líder ou um empregado de sucesso, não há como sê-lo sem praticar a assertividade.

Caso você precise de ajuda para praticar a assertividade, a Merkatus pode ajudá-lo a qualquer momento. Contate-nos:

calfaria@merkatus.com.br ou
0 XX 47 3369-2465 ou
MSN: cafaria@merkatus.com.br

Construa uma semana excelente.

Carlos Alberto de Faria
Merkatus - Ajudando nossos clientes a atrair clientes.

Merkatus ONLINE - Resolvendo os seus problemas.

_________________________
Nós teremos o prazer de atendê-lo, caso você queira saber mais sobre estas e outras estratégias de marketing de serviços, ou ainda comentar algum aspecto deste Boletim Eletrônico Semanal. Não hesite em contatar-nos:

Merkatus - Ajudando nossos clientes a atrair clientes

contato@merkatus.com.br ou

047 3369-2465

Se você quiser assinar GRATUITAMENTE este Boletim Eletrônico Semanal, cadastre-se aqui:

http://www.merkatus.com.br/10_boletim/index.htm . Nesta mesma página podem ser encontrados os Boletins Semanais anteriores.

Caso queira cancelar o recebimento deste Boletim Eletrônico Semanal basta nos enviar um "E-MAIL" para contato@merkatus.com.br preenchendo o campo "ASSUNTO" OU "SUBJECT" com a palavra DESCADASTRAR.
______________________

Este Boletim Eletrônico Semanal é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este Boletim Eletrônico Semanal aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a obtenção de mais e melhores clientes certos, a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado, a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado.
.Este Boletim Eletrônico Semanal pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, para fins não comerciais, desde que
1º - mantida a autoria;
2º - divulgado o autor e
3º - divulgado o endereço do "site"  http://www.merkatus.com.br.

© Copyright 2009, Carlos Alberto de Faria, Merkatus
Este "site" foi desenvolvido pela Merkatus.