“As expectativas elevadas são a chave de tudo.”

Sam Walton

A mais importante característica da liderança é a confiança, pois as pessoas só seguem aquelas nas quais confiam.

Normalmente os empregados gostam e seguem pessoas que os orientam, que os conduzam a patamares crescentes de desempenho e de melhoria continua, no trabalho e na vida. 




Os empregados gostam de líderes que:- celebram resultados que os empregados ajudaram a construir, e

– gostam de se sentirem partícipes da construção de algo maior do que as simples tarefas que executam, por mais complexas que estas sejam. 

Por exemplo, ajudarem e participarem, através dos seus esforços diários, da construção de uma sociedade melhor, mais justa. Essa sensação de utilidade e de participação são extremamente importantes para a consecução de resultados, ao longo do tempo.

Leia mais sobre as motivações humanas aqui:AS NOSSAS NECESSIDADES E OS NOSSOS DESEJOS

A estas características acima, procuradas pelos empregados, pode ser adicionada mais uma característica: a constância de propósitos.

A constância de propósitos diz sobre o líder consistente-mente apontar e dirigir esforços no sentido de realizar a Missão, alcançar a Visão, apoiado nos Valores e Princípios da empresa, com os pés sempre apoiados da realidade presente.

Leia: MISSÃO, VISÃO E VALORES: O Que, Por Que E Como?

Algumas opiniões que dizem ser necessário o líder alçar vôos, eu discordo. 

Eu digo que o líder tem que ficar com os pés no chão, lendo e sentindo a realidade do mercado e a adequação das competências disponíveis na empresa e do seu clima interno, para buscar e alcançar os resultados externos necessários e acordados.




O líder precisa sonhar com o amanhã e apontar os caminhos constantemente, mas ter os seus pés, e os pés daqueles que lidera, em contato estreito com a realidade. 

Essa constância de propósitos, por incrível que pareça, tem a ver, e muito, com a previsibilidade do líder.

Há uma grande confusão entre inovação e liderança.

A sua empresa, para se destacar, precisa inovar para deixar o leito da mesmice.

A liderança, no entanto, tem que apontar o rumo hoje e amanhã. Se o rumo de ontem estava errado, ele deve mudar. 

Se o rumo de amanhã também vier estar errado, os liderados ficam em alerta. Se depois de amanhã novamente existir correção de rumo, a confiança dos liderados no líder começa a ficar abalada. 

A correção freqüente de rumo denota falta de visão, transmite a sensação que se age ao sabor das ondas, abala o prestígio da liderança.

Se e quando a confiança cai, a liderança perde seguidores. Os resultados tornam-se mais difíceis de serem alcançados, pois o ânimo e, conseqüentemente, o desempenho caem.

“Liderar é ter seguidores” constitui-se na principal e única definição de liderança, como bem intuiu Peter Drucker. 

Leia:

LIDERANÇA E AUTOLIDERANÇA

A DEFINIÇÃO DE LIDERANÇA

A PRINCIPAL CARACTERÍSTICA DA LIDERANÇAOUTRAS CARACTERÍSTICAS DA LIDERANÇA
LIDERANÇA E COMPLACÊNCIA.

É interessante notar que a liderança precisa constantemente:

– apresentar desafios audaciosos, mas realizáveis, 

– inspirar comprometimento,

– celebrar e compartilhar realizações,

– colher desempenhos cada vez mais surpreendentes dos seus liderados,

– apresentar constância de propósitos, e

– ser previsível e coerente, mantendo rumo e postura frente aos seguidores.

Leia mais sobre nossos serviços aqui: PERGUNTAS E RESPOSTAS para maiores informações sobre como podemos atender às suas necessidades.

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e pós-graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que
1º – mantida a autoria; 2º – divulgado o autor e 3º – divulgado o endereço do site  https://www.merkatus.com.br