Benditos os flexíveis, 
pois eles não serão entortados 
até perderem a sua forma.

Michael McGriffy

Há algumas semanas atrás nós enviamos três Boletins Semanais que trataram da motivação, a saber:


VESTINDO A CAMISA

FALTA MOTIVAÇÃO NA SUA EMPRESA?

MOTIVAÇÃO NA SUA EMPRESA





Alguns assinantes solicitaram algo ainda mais prático do que do que o último, que apresentou algumas questões sobre motivação, sob o enfoque do atendimento às necessidades apontadas por Maslow, em sua Hierarquia das Necessidades Humanas.

O ponto que eles levantaram é que se a motivação é uma porta que só abre por dentro de cada um de nós, porta essa cuja chave somente a própria pessoa pode usar para abrir, como fazer para motivar os outros?

No último artigo apontado MOTIVAÇÃO NA SUA EMPRESA, nós apresentamos uma abordagem prática, através de algumas orientações, e a colocação de 25 perguntas que orientavam você a apresentar respostas que conduzissem os seus empregados a um estado de interno de motivação.

Mas vocês querem, e pediram mais detalhes.

Um aspecto que não foi apresentado nos artigos anteriores, que se basearam, muito apropriadamente, na Pirâmide de Maslow, é a persuasão.

A arte da persuasão, ou a arte de influenciar pessoas, pode ser resumida nestes princípios:


1. Princípio da Amizade
As pessoas gostam daqueles que gostam delas.

2. O Princípio da Reciprocidade
As pessoas dão o troco na mesma moeda.


3. O Princípio da Consistência

As pessoas seguem e perseguem compromissos claros e consistentes.

4. O Princípio da Autoridade
As pessoas reconhecem o notório saber.

5. O Princípio da Validação Social:
As pessoas seguem caminhos abertos por semelhantes.

6. Princípio da Raridade
As pessoas precisam mais daquilo que elas têm menos.


que já foram apresentados, e mais explicados, nestes artigos:


A Arte Da Persuasão (1/3)

A Arte Da Persuasão (2/3)

A Arte Da Persuasão (3/3)




Cabe uma ressalva importante, que permeia as dicas práticas abaixo:


Se você usar os princípios da persuasão para manipular os outros, haverá ganhos imediatos, mas não perenes, pois a médio e longo prazo você perderá credibilidade.


Sinceridade, transparência e honestidade de propósitos são obrigatórios para todas e quaisquer atividades humanas que valham a pena, como veremos. 

Vamos, então, hoje, mostrar como princípios gerais, podem e devem ser aplicados para que se obtenha a tão procurada motivação, através destas 4 dicas práticas. 


1º DICA:
 A motivação está dentro das pessoas.

Afinal trabalhador motivado é trabalhador auto-motivado. 

O que você pode fazer é tentar mudar o estado interno dos seus empregados, ou seja, aumentar os fatores aproximativos ao trabalho, e diminuir os fatores evitativos do trabalho. 

Você consegue isso através de comportamentos e atitudes que sejam percebidas pelos seus empregados. Quais comportamentos e atitudes? Veja a seguir.

2º DICA:
Tenha propósitos elevados e constantes
Não importam os motivos, a situação, ou o ambiente de momento, mantenha-se sempre na direção da construção do seu propósito.  

O seu propósito deve ter grandeza suficiente para engajar os seus empregados na luta para alcançá-lo. Se e quando seus empregados incluírem-se na luta, essa luta passa a ser de todos; ou seja, eles estão “motivados”.

Leia acima o Princípio da Consistência.

É completamente diferente para o seu empregado lutar para dar lucro para o patrão, do que participar de uma empresa que busca atender necessidades da sociedade – o empregado, o cliente, o acionista e a sociedade – dentro dos padrões capitalistas.

Uma visão de construção de uma sociedade melhor terá mais probabilidade de engajar o seu empregado, do que simplesmente lutar para aumentar o lucro para o patrão.

Leia o Princípio da Reciprocidade acima. 

A grandeza está sempre dentro e ao alcance de cada um de nós.

Se você batalha por você, é bem mais provável que seus empregados façam o mesmo, ou seja, eles, os seus empregados, vão cuidar muito bem deles, seguindo o seu exemplo, e colocar a sua empresa em segundo plano. Entendeu?

Veja também o Princípio da Amizade.


3º DICA:
A orientação é sempre mais eficaz do que a crítica.
A comunicação é fonte mais primária para gerar confiança e respeito.Raramente é apropriado ser autoritário, no sentido de manda quem pode e obedece quem tem juízo.

O que você fala com a sua voz, e com o seu corpo, dizem muito aos seus empregados.

É completamente diferente a autoridade trazida por você estar em um posto qualquer, mesmo que este posto seja de dono da empresa, da autoridade trazida por reconhecido conhecimento e experiência.

Os Princípios da Amizade, da Autoridade e da Validação Social valem muito.

Lembre-se que uma pessoa bem preparada sempre tem opções. Troque as reclamações e críticas pela apresentação de propostas de caminhos, ações e orientações. 

Nunca trabalhe contra mudanças.

Faça acontecer a mudança que você sonha. 

Evite se colocar como um obstáculo, e sim como uma pessoa que aponta caminhos, descortina horizontes, facilita a obtenção de resultados, compartilha e celebra resultados, coletivamente. O que nos remete ao Princípio da Consistência

4º DICA:
A responsabilidade sempre é sua.
Mesmo que você tenha delegado alguma responsabilidade, a responsabilidade pela escolha da pessoa a quem delegar, e pela oportunidade da delegação, é exclusivamente sua.

Neste ponto, caso você desconheça a  Lei da Expectativa Negociada, conceda-se uns instantes para lê-la.

Se você leu ou já conhece a leitura recomendada acima, então você sabe que reclamar de nada adianta, só restando a você:- negociar muito bem o que você deseja e quer, ou 

– recrutar outra pessoa.

Cerque-se de pessoas boas, capazes e comprometidas, sempre.

Não queira culpar os outros, lembre-se do Princípio da Amizade e da Reciprocidade. E de que a responsabilidade, pela contratação da pessoa a quem você delegou, é sua.

Você já conheceu empresas onde todos culpam a todos, e ninguém assume nada? Invariavelmente, começa com o patrão, e se perde o foco de fazer bem feito, e todos passam a “tirar o seu da reta”.

Você e a sua empresa sabem motivar os seus empregados?

Os seus empregados vestem a camisa da sua empresa?

Nós podemos ajudá-lo. Contate-nos diretamente, ou ainda leia a página PERGUNTAS E RESPOSTAS para maiores informações sobre nossos serviços:

Construa uma semana excelente.

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e pós-graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que
1º – mantida a autoria; 2º – divulgado o autor e 3º – divulgado o endereço do site  https://www.merkatus.com.br