PROBLEMAS! O Que É Isso E Como Resolvê-los?

Esta semana o Boletim Eletrônico Semanal vai dar umas dicas sobre um assunto comum a todos:OS PROBLEMAS! 

Você conhece alguém que passa dias comentando, ou melhor, reclamando estar com algum problema insolúvel, choramingando pelos cantos? Isto é razoavelmente freqüente tanto na vida profissional, como na vida pessoal, e podemos lançar quatro luzes, fortíssimas, para clarear todos e quaisquer problemas: 

 A primeira luz: 

Pergunte à pessoa com um “problemão”: 

– “Você faz parte do problema ou você faz parte da solução?” 

Eu tive um gerente exemplar que não admitia alguém trazer problemas. Ele, até, poderia discutir e debater com você sobre possíveis soluções, mas não admitia que alguém trouxesse algum problema para ele. Esse gerente sempre usava a frase acima quando alguém dizia estar com algum problema. 

Ele continuava: 

– “Nós somos pagos para arranjar soluções. Qual é a solução que você propõe para esse problema?” 

Caso o “novato”, pois os outros já o conheciam, não tivesse pensado numa solução, voltava sem poder falar o problema; e teria que voltar outra hora, com uma solução para o problema. 

Era o ritual de iniciação. 

Quando da volta do “novato” com a apresentação da possível solução e do debate com o gerente, este último sempre terminava a reunião com a seguinte frase:

– “Há pessoas que fazem parte do problema e há pessoas que fazem parte da solução. Eu só trabalho com pessoas que fazem parte da solução!” 

Isto completava o ritual de iniciação! 
 A segunda luz:O PROVÉRBIO ESPANHOL

Se o problema não tem solução, por que você se preocupa?

Se o problema tem solução, por que você se preocupa?
 A terceira luz: 

George Odiorne, um dos papas da administração por objetivos, disse, sabiamente, que todo o problema pode ser subdividido em 5 partes, a saber: 

1. O ponto de partida (onde você está?); 

2. O ponto de chegada (onde você quer chegar?); 

3. O caminho (qual percurso, no espaço e no tempo, para sair daqui e chegar lá?) 

4. Os recursos (financeiros, humanos e materiais para percorrer o caminho); 

5. A vontade e a determinação de empreender a jornada. 

Sabiamente, de novo, George Odiorne, conclui: 

“Todo o problema tem que ter essas 5 partes, caso falte uma, você não tem um problema, você tem uma preocupação!”

… e por falar em preocupação …

 A quarta luz:
NÃO SE INCOMODE
 (*)Há duas coisas que podem incomodar:
Ser você bem sucedido ou ser mal sucedido. 
Se for bem sucedido 
Não há motivo algum para se incomodar, 
Se for mal sucedido, de duas uma: 
Ou você conserva a sua saúde ou fica doente. 
Se conservar a sua saúde 
Não há motivo algum para se incomodar, 
Se ficar doente, de duas uma: 
Ou você sara ou morre. 
Se você sarar 
Não há motivo algum para se incomodar, 
Se morrer, de duas uma: 
Ou você vai para o céu ou para o inferno. 
Se for para o céu 
Não há motivo algum para se incomodar, 
Se for para o inferno 
Você terá que cumprimentar tantos conhecidos 
Que não terá tempo para se incomodar.
(*) Extraído de ”Hei de vencer”, 
de Arthur Riedel, pg. 149, 
Editora Pensamento, São Paulo.

Estas luzes podem facilitar a vida do dia a dia, tanto pessoalmente como profissionalmente. Mas mudar, nós próprios ou os outros, pode ser não muito fácil, mas isso já é o tema da próxima semana!

Até lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.