OFERTAS DE BAIXO CUSTO

Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. 
Por isso aprendemos sempre.

Paulo Freire

Ofertas de baixo custo são uma boa opção para o seu negócio?
Essas ofertas de baixo custo podem alavancar o seu negócio?
Há riscos em adotar ofertas de baixo custo?

Nem sempre o serviço que a sua empresa oferece tem que ter maior qualidade, ou ser da melhor qualidade, quando comparados com as ofertas dos seus concorrentes.

Nem sempre o cliente procura o melhor, há cliente que busca uma oferta boa o suficiente para as suas necessidades. Este é um dado de mercado que não pode tanto ser escondido, como também ignorado.

Afinal, as lojas de R$ 1,99 estão ai nos mostrando isso.

Vamos pensar nos telefones celulares, de hoje, que viraram uma geringonça que faz tudo, e até faz e recebe chamadas telefônicas…

Há mercado para as pessoas que querem sempre a última novidade, há mercado para quem quer um telefone celular que seja tão somente um telefone celular bom. Entre estas duas ofertas há uma infinidade outras ofertas, para atender os mais variados interesses.

E as fábricas estão diariamente preparando novas ofertas para serem vendidas ao mercado.

Quem quer um telefone celular bom, quer um aparelho que lhe permita fazer e receber chamadas. Essa seria uma oferta boa o suficiente para esse segmento de mercado. Eu sei disso, pois faço parte deste segmento que quer um telefone celular simples, prático e objetivo.

Já um software, cheio de detalhes e minúcias, pode ser importante para grandes empresas, mas para algumas pequenas e médias empresas, o valor elevado do custo desse pacote pode transmitir a impressão de que ele está pagando por coisas que não vai usar…

Um software mais enxuto e objetivo, moldado para pequenas e médias empresas, e com preço comparativamente mais barato, pode ser uma oferta boa o suficiente.

Um aparelho de DVD, ou mesmo um microondas, pode ter uma infinidade de detalhes, opções e botões. Uma parte desses botões e opções pode nunca vir a ser usado pelos que comprarem esses equipamentos…

Uma oferta de valor depende sempre do mercado alvo…

O que não se pode é tentar vender tudo a todo mundo, indiscriminadamente.

Leia “QUAL É O SEU MERCADO?

Lembre-se sempre que preço baixo, qualidade, simplicidade, comodidade, conveniência são elementos que compõem a sua oferta, para parte do mercado, em análise ou a ser atacado.

Quantos não compram pão na padaria cuja localização é a mais conveniente? É o seu caso? Ou você prefere aquela padaria que tem pães excelentes?

Ofertas de baixo preço atingem um mercado consumidor pequeno, numa avaliação inicial. Mas somente numa avaliação inicial.

Lembremos que a TAM surgiu como uma empresa aérea de alta qualidade e preço alto, tinha até o tapete vermelho para os seus clientes entrarem no avião, … mas a entrada da Gol revolucionou o mercado, fazendo com que a competição por preços cada vez mais baixos invadisse o setor.

Este novo componente de empresa aérea de baixo custo, sem a pompa e circunstância oferecida pela falecida VARIG, revelou-se uma estratégia que compete ferozmente no mercado, razão pela qual empresas como a Ocean e Azul estão entrando neste mercado.

Esse novo mercado de passagens aéreas de baixo custo abre uma nova perspectiva ao mercado:

– as empresas de ônibus estão tendo que abaixar os seus preços, pois em alguns casos é mais barato viajar de avião do que de ônibus;

– algumas pessoas querem simplesmente viajar de um ponto ao outro, de uma forma prática, rápida e ao menor custo, usando aeroportos menores, com menor tráfego aéreo e nas vias de acesso, mas com garantia de hora de chegada;

– a empresa britânica Ryanair, um verdadeiro ícone entre empresas aéreas de baixo custo, chega a cobrar o uso do banheiro em seus vôos, fazendo com quem não os usa, pagar menos.

Você, quando viaja de avião, quer pompa e circunstância, ou quer simplesmente se locomover de um ponto ao outro? 

Você quer uma refeição quente e saborosa, com vinho, uísque e demais acompanhamentos, dentro do avião, ou quer saborear o que o destino lhe proporcionará?

Ofertas de baixo custo podem posicionar a sua empresa como uma empresa que não atinge camadas mais sofisticadas do mercado, e isso pode se transformar em uma barreira futura a planos mais ambiciosos de ataque a outros segmentos de mercado. 

No entanto, o cliente de serviços de baixo custo também evolui em suas necessidades, e deve dar preferência à empresa que o atendeu quando não podia pagar mais…

Construa uma semana excelente.

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.