Nossa Mensagem de Boas Festas

O maior desafio que se apresenta, para mim, não está no entendimento do universo, sua origem ou seu destino. O maior desafio para mim é mais terreno, e diz respeito a nós, seres humanos. O maior desafio, para mim, é o entendimento do ser humano.

Eu sou um admirador de Fernando Pessoa, poeta português, de brilho único, em um dos seus mais memoráveis poemas, o “Poema Em Linha Reta”, proclamava:

“Arre, estou farto de semideuses!
Onde que há gente no mundo?”

É bastante interessante notar o ímpeto das palavras que buscam uma libertação de papéis impostos, uma aproximação maior com a realidade do ser humano, não dos papéis que assumimos ou somos “obrigados” a assumir, na sociedade, mais ainda à época em que vivia Fernando Pessoa.

Um escritor brasileiro, do século passado, Rubem Braga, já na segunda metade do século XX, escreveu uma mensagem de Natal – que eu não consigo encontrar algo melhor e mais aderente à concepção que eu tenho de nós, seres humanos – que eu repito à exaustão, pois, diferentemente de Fernando Pessoa, mas com certeza apoiado sobre a abertura que o “Poema Em Linha Reta” provocou, fala do ser humano com leveza, aceitação, compreensão, alegria e uma ponta de saudável ironia.

Portanto, minha mensagem de Natal e Ano Novo para vocês, é a do Rubem Braga, que dispensa outros comentários:


Desejo a todos, no Ano-Novo, muitas virtudes e boas ações e alguns pecados agradáveis, discretos e, principalmente, bem-sucedidos.
Rubem Braga

Façamos um Bom Ano de 2004!

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.