LIDERANÇA EMPRESARIAL (I)

“Um líder forma e partilha uma visão, 
que dá sentido ao trabalho dos outros.”

Charles Handy

RESUMO:
“O principal objetivo da liderança empresarial é a obtenção de resultados. A necessidade da liderança perseguir e obter resultados é pouco divulgado, pairando sobre a área mitos e crenças e “achismos”.
Aqui você encontra quais os resultados esperados da liderança empresarial, de forma real, sistêmica e abrangente, sem fantasias.”

Há uma verdadeira maré de debates sobre liderança, todos querendo ser líderes, chegando ao endeusamento dos líderes. Alguns conceitos de liderança estão se popularizando, muito embora nem sempre suportados pela realidade empresarial.

O líder empresarial é, e sempre será, cobrado por resultados. E não quaisquer resultados, somente os resultados acordados e negociados.

O que se deve primeiro discutir é quais são ou deveriam ser os resultados cobrados e esperados de um líder?

Aqui há outra polarização, pois uma maioria míope enxerga, ou pelo menos é o aspecto dos resultados o mais divulgado, o resultado financeiro, o lucro com o principal resultado.

Nada contra o lucro, é essencial à sobrevivência de quaisquer empresas, mas enxergar o resultado financeiro como único, é uma visão míope do que está envolvido tanto na liderança como na perenidade de uma empresa.

Todas e quaisquer empresas trabalham com 4 públicos distintos:- os acionistas ou proprietários;

– os empregados;

– os clientes, e 

– a sociedade que cerca o empreendimento, a sociedade composta pela vizinhança da empresa, vizinhança essa não somente geográfica.

Todas e quaisquer lideranças empresariais obrigam-se ou precisam ser medidas por alcançar os resultados acordados, junto a estes quatro públicos diferentes. 

RESULTADOS JUNTO AOS ACONISTAS OU PROPRIETÁRIOS
Os seus acionistas ou proprietários devem obter a justa remuneração pelo capital investido, na forma de dividendos ou lucro. Este é um resultado que garante até o ingresso de capital de fora, caso o resultado seja ótimo. Investir para crescer é uma necessidade, pois se sua empresa não cresce, o concorrente está crescendo e sua empresa diminuindo.

RESULTADOS JUNTO AOS EMPREGADOS
Os resultados para os seus empregados são:
– ter um bom ambiente de trabalho, 
– dar um significado para os esforços individuais e coletivos,
– sentir-se pertencente a um grupo que faz a diferença;
– sentir que o seu trabalho ajuda a sociedade a melhorar e crescer, e
– ter o seu desenvolvimento como pessoa e como profissional, dentro da empresa.

RESULTADOS JUNTO AOS CLIENTES
Os seus clientes precisam sentir que:
– a troca com a sua empresa (dinheiro por serviço ou produto) é vantajosa para eles, e
– a sua empresa é séria e ética em seus diversos relacionamentos.

RESULTADOS JUNTO À SOCIEDADE
A sociedade circundante espera que a sua empresa seja participante da construção de uma sociedade mais justa, onde toda a forma de vida seja respeitada e onde as pessoas tenham oportunidades de realização de acordo com suas potencialidades.

Estas são as quatro áreas de resultados que todos e quaisquer líderes têm que trabalhar, inclusive você.

Obter estes resultados é como andar em uma corda bamba.

O líder tem que servir a agrupamentos de pessoas que têm desejos e necessidades que se opõem, exigindo um conjunto de competências para o balanceamento entre os resultados demandados pelos quatro públicos distintos, difícil de ser obtido. Por isso o líder é tão raro e caro.

E já dissemos, apesar de haver uma corrente quase religiosa, pois beira a crença, e não suportada por fatos observados e científicos, a liderança pode ser aprendida, mas somente por um número reduzidíssimo de pessoas.

Leia:”A LIDERANÇA PODE SER APRENDIDA?
LIDERANÇA E PREVISIBILIDADE

Encarar o líder como servidor é só enxergar um meio. O líder serve aos quatro agrupamentos de pessoas mencionados acima.

A liderança empresarial, na realidade, é um realizador, uma pessoa de ação que conduz a empresa aos múltiplos resultados acordados e balanceados, junto aos seus quatro públicos-alvos.

A pragmática empresarial exige uma desvinculação de teoria, conceitos, proposições e cenários.

A pragmática empresarial está umbilicalmente conectada à obtenção de resultados. 

A pragmática empresarial exige resultados.

Liderança empresarial é definida e marcada por alcançar resultados. Se a liderança não realizar os resultados acordados e negociados, não é liderança empresarial, mesmo e apesar de ter servido a Deus, ou ao diabo.

Liderança empresarial é a liderança que apresenta resultados.

Servir é o meio, meio de coesão, forma de aglutinar as forças, não somente as disponíveis, mas as necessárias e suficientes, e as dirigir, orientar para alcançar os resultados acordados e negociados.

A semana que vem trataremos da amplitude dos resultados da liderança, que no fim é como a liderança empresarial pode e deve ser medida. 

Através dessas medidas poderemos ter uma idéia de quais são as competências da liderança empresarial, que contém a liderança servidora, mas é bem maior do que esta.

Você é um líder na sua empresa. Você está capacitado para exercer a liderança no seu conceito pragmático de resultados, atendendo os 4 públicos distintos citados acima, através de:

– repartição de recursos e

– condução de esforços

na obtenção de resultados esperados e acordados? 

E na celebração e compartilhamento do sucesso?

A Merkatus pode ajudá-lo a desenvolver a sua liderança pragmática voltada aos resultados que precisam ser obtidos. Contate-nos.

Lidere e construa uma semana feliz!

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.