DICAS PRÁTICAS PARA PALESTRANTES

“Eu não me importo se você não gosta de mim;
eu quero é que você aprenda;
eu não me importo se você não me aplaude,
eu quero é que você pense;
eu não me importo se você está se divertindo,
eu quero é que você aja.”
Alan Weiss

O ramo de palestras é um mercado em ascensão. Como há mercado, no qual bons palestrantes ganham uma remuneração apreciável, muitas pessoas querem atacar este mercado.

Como todo mercado, o mercado de palestras tem algumas peculiaridades.

A primeira e que mais salta aos olhos é que você entra em no mercado com um produto e uma série de serviços: 

– O palestrante é o produto.

– As palestras, que o palestrante profere, são os serviços fornecidos pelo produto.

Vamos citar sob a forma de dicas, algumas dessas peculiaridades e algumas características que o profissional que quer atuar deve possuir ou cuidar para entrar nesse promissor:

1. Você é o produto e esse produto tem um nome: credibilidade, o seu maior trunfo!

1.1 Use suas próprias idéias, abordagens e experiências. Você é que está sendo contratado, você deve ser a matriz das suas exposições e palestras. Utilize citações, dando o crédito devido, somente para reforçar e dar suporte, afinal você é um palestrante, e não um porta-voz. O seu cliente quer contratar a matriz, não a filial.

1.2 Você é ético com a platéia: só fala verdades e aquilo que acredita, respeitando a diversidade de credos, orientação sexual, valores, partidarismos políticos.

1.3 A percepção, que você deixa na platéia, passa a ser o que você é, portanto sincronize o seu modo de falar, o seu gestual, o seu vestir, o que você transmite, com quem você é.

1.4 Os objetivos, que o seu cliente pediu, e o envolvimento da platéia dirigem a sua palestra e o material utilizado nelas. A autopromoção e o seu ego devem ser esquecidos.

1.5 O objetivo primeiro da sua palestra, qualquer que seja ela, é promover a mudança. As pessoas só mudam quando seus comportamentos e suas atitudes mudam. A sua palestra visa promover a ação necessária que leva à mudança; você é um catalisador de mudanças.

2. A palestra é o serviço.

2.1 Conheça a sua audiência e o recado que querem que você dê para eles, personalize, entreviste o pessoal antes para colocar exemplos práticos e concretos do dia a dia da sua audiência, e que façam sentido para eles.

2.2 Você tem 30 segundos para dizer ao que veio e 1 minuto para capturar a atenção: é a sua única e última oportunidade para causar uma primeira e boa impressão.

2.3 É necessário coerência, consistência, continuidade e interligação entre os itens que compõem o assunto.

2.4 Lembre-se que é diferente “escrever para ler e escrever para ouvir”:

2.5 Coloque humor, uma pitada aqui e ali. Sorria, mas não ria, eles sabem que é a milésima vez que você conta.

2.6 Uma imagem fala mais do que 1000 palavras, desde que correlacionada ao conteúdo e dentro da seqüência.

2.7 Mais dicas:

   – Abra-se, utilize suas verdades.
   – Module a voz.
   – Use expressão corporal.
   – Demonstre convicção.
   – Aja com entusiasmo.
   – Você é o líder da sua platéia: cabe a você levá-la onde você quer ir.  
   – Escute os liderados, o que falam e o que dizem em linguagem verbal e não      verbal.

A dica final:
Seja racional, não no sentido da lógica, mas no sentido da compreensão do ser humano em suas infinitas possibilidades de dar vazão e vivência às suas emoções e aos seus sentimentos, não somente para a sua própria ação como, principal-mente, para a sua percepção do seu público e da direção do que os leva à ação.

Você está querendo atuar neste mercado ou quer contratar um profissional para fazer uma palestra?

Estas dicas servem para os dois propósitos.

Façamos uma excelente semana!

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.