DICAS DE MOTIVAÇÃO

Benditos os flexíveis, 
pois eles não serão entortados 
até perderem a sua forma.

Michael McGriffy

Há algumas semanas atrás nós enviamos três Boletins Semanais que trataram da motivação, a saber:


VESTINDO A CAMISA

FALTA MOTIVAÇÃO NA SUA EMPRESA?

MOTIVAÇÃO NA SUA EMPRESA


Alguns assinantes solicitaram algo ainda mais prático do que do que o último, que apresentou algumas questões sobre motivação, sob o enfoque do atendimento às necessidades apontadas por Maslow, em sua Hierarquia das Necessidades Humanas.

O ponto que eles levantaram é que se a motivação é uma porta que só abre por dentro de cada um de nós, porta essa cuja chave somente a própria pessoa pode usar para abrir, como fazer para motivar os outros?

No último artigo apontado MOTIVAÇÃO NA SUA EMPRESA, nós apresentamos uma abordagem prática, através de algumas orientações, e a colocação de 25 perguntas que orientavam você a apresentar respostas que conduzissem os seus empregados a um estado de interno de motivação.

Mas vocês querem, e pediram mais detalhes.

Um aspecto que não foi apresentado nos artigos anteriores, que se basearam, muito apropriadamente, na Pirâmide de Maslow, é a persuasão.

A arte da persuasão, ou a arte de influenciar pessoas, pode ser resumida nestes princípios:


1. Princípio da Amizade
As pessoas gostam daqueles que gostam delas.

2. O Princípio da Reciprocidade
As pessoas dão o troco na mesma moeda.


3. O Princípio da Consistência

As pessoas seguem e perseguem compromissos claros e consistentes.

4. O Princípio da Autoridade
As pessoas reconhecem o notório saber.

5. O Princípio da Validação Social:
As pessoas seguem caminhos abertos por semelhantes.

6. Princípio da Raridade
As pessoas precisam mais daquilo que elas têm menos.


que já foram apresentados, e mais explicados, nestes artigos:


A Arte Da Persuasão (1/3)

A Arte Da Persuasão (2/3)

A Arte Da Persuasão (3/3)


Cabe uma ressalva importante, que permeia as dicas práticas abaixo:


Se você usar os princípios da persuasão para manipular os outros, haverá ganhos imediatos, mas não perenes, pois a médio e longo prazo você perderá credibilidade.


Sinceridade, transparência e honestidade de propósitos são obrigatórios para todas e quaisquer atividades humanas que valham a pena, como veremos. 

Vamos, então, hoje, mostrar como princípios gerais, podem e devem ser aplicados para que se obtenha a tão procurada motivação, através destas 4 dicas práticas. 


1º DICA:
 A motivação está dentro das pessoas.

Afinal trabalhador motivado é trabalhador auto-motivado. 

O que você pode fazer é tentar mudar o estado interno dos seus empregados, ou seja, aumentar os fatores aproximativos ao trabalho, e diminuir os fatores evitativos do trabalho. 

Você consegue isso através de comportamentos e atitudes que sejam percebidas pelos seus empregados. Quais comportamentos e atitudes? Veja a seguir.

2º DICA:
Tenha propósitos elevados e constantes
Não importam os motivos, a situação, ou o ambiente de momento, mantenha-se sempre na direção da construção do seu propósito.  

O seu propósito deve ter grandeza suficiente para engajar os seus empregados na luta para alcançá-lo. Se e quando seus empregados incluírem-se na luta, essa luta passa a ser de todos; ou seja, eles estão “motivados”.

Leia acima o Princípio da Consistência.

É completamente diferente para o seu empregado lutar para dar lucro para o patrão, do que participar de uma empresa que busca atender necessidades da sociedade – o empregado, o cliente, o acionista e a sociedade – dentro dos padrões capitalistas.

Uma visão de construção de uma sociedade melhor terá mais probabilidade de engajar o seu empregado, do que simplesmente lutar para aumentar o lucro para o patrão.

Leia o Princípio da Reciprocidade acima. 

A grandeza está sempre dentro e ao alcance de cada um de nós.

Se você batalha por você, é bem mais provável que seus empregados façam o mesmo, ou seja, eles, os seus empregados, vão cuidar muito bem deles, seguindo o seu exemplo, e colocar a sua empresa em segundo plano. Entendeu?

Veja também o Princípio da Amizade.


3º DICA:
A orientação é sempre mais eficaz do que a crítica.
A comunicação é fonte mais primária para gerar confiança e respeito.Raramente é apropriado ser autoritário, no sentido de manda quem pode e obedece quem tem juízo.

O que você fala com a sua voz, e com o seu corpo, dizem muito aos seus empregados.

É completamente diferente a autoridade trazida por você estar em um posto qualquer, mesmo que este posto seja de dono da empresa, da autoridade trazida por reconhecido conhecimento e experiência.

Os Princípios da Amizade, da Autoridade e da Validação Social valem muito.

Lembre-se que uma pessoa bem preparada sempre tem opções. Troque as reclamações e críticas pela apresentação de propostas de caminhos, ações e orientações. 

Nunca trabalhe contra mudanças.

Faça acontecer a mudança que você sonha. 

Evite se colocar como um obstáculo, e sim como uma pessoa que aponta caminhos, descortina horizontes, facilita a obtenção de resultados, compartilha e celebra resultados, coletivamente. O que nos remete ao Princípio da Consistência

4º DICA:
A responsabilidade sempre é sua.
Mesmo que você tenha delegado alguma responsabilidade, a responsabilidade pela escolha da pessoa a quem delegar, e pela oportunidade da delegação, é exclusivamente sua.

Neste ponto, caso você desconheça a  Lei da Expectativa Negociada, conceda-se uns instantes para lê-la.

Se você leu ou já conhece a leitura recomendada acima, então você sabe que reclamar de nada adianta, só restando a você:- negociar muito bem o que você deseja e quer, ou 

– recrutar outra pessoa.

Cerque-se de pessoas boas, capazes e comprometidas, sempre.

Não queira culpar os outros, lembre-se do Princípio da Amizade e da Reciprocidade. E de que a responsabilidade, pela contratação da pessoa a quem você delegou, é sua.

Você já conheceu empresas onde todos culpam a todos, e ninguém assume nada? Invariavelmente, começa com o patrão, e se perde o foco de fazer bem feito, e todos passam a “tirar o seu da reta”.

Você e a sua empresa sabem motivar os seus empregados?

Os seus empregados vestem a camisa da sua empresa?

Nós podemos ajudá-lo. Contate-nos diretamente, ou ainda leia a página PERGUNTAS E RESPOSTAS para maiores informações sobre nossos serviços:

Construa uma semana excelente.

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.