CRISE OU OPORTUNIDADE?

Onde a força de vontade é grande, 
as dificuldades não podem sê-lo. 

Nicolau Maquiavel

Resumo:
Você está vivenciando uma crise?
O mundo está vivendo uma crise?
Sua empresa também está em crise?
Você adiou os seus sonhos para mais tarde por causa da crise?

Caso você tenha respondido, afirmativamente, a pelo menos uma das perguntas acima, creia que você pode encontrar algo interessante para você, neste Artigo.

A língua japonesa é escrita por ideogramas. Ideogramas são símbolos, que diferentemente das nossas palavras, representam e transmitem uma ideia. Pois bem…

O ideograma de crise, em japonês, é o mesmo ideograma da palavra oportunidade.

Cabe tão somente a você interpretar como você vai enxergar o que acontece. O que está acontecendo é uma crise ou oportunidade?

A crise que tanto falaram, e que amedrontou muita gente, um tigre feroz que a tudo viria atacar, mostra-se um gatinho, talvez uma pequena jaguatirica. Pelo menos para o nosso país, que numa rara passagem histórica, encontra-se melhor preparado que os ditos países desenvolvidos.

Esta condição particular do Brasil serve para nos mostrar que, quem viu uma oportunidade, saiu na frente, pois não deixou de investir, aquietou-se e está mais forte agora, do que no começo da “pretensa” crise.

Esta crise, se você olhar de forma positiva, significará uma mudança, e as mudanças também podem ser vistas como ameaças, ou como oportunidades. O jeito e a forma como você reage a ela, é que molda o futuro, principalmente o seu futuro, e o da sua empresa.

O futuro é algo que você constrói, segundo a segundo, hora a hora, pelas sucessivas escolhas que você faz na vida. A história da sua vida e a história da vida de sua empresa nada mais é do que a soma daquilo que você escolheu ao longo do tempo, no seu passado.

E você escolhe polarizado pelo que você sente e enxerga como realidade. Crise ou oportunidade?

Pessoas diferentes enxergam coisas diferentes, o que fazem com que obtenham resultados diferentes.

Prudência e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguém.

Já o medo imobiliza.

O limite entre medo e prudência? Talvez somente a história possa contar quem esteve de um lado ou outro.

De que lado você prefere estar, quando o futuro chegar?

Mas que tal enxergar, e usar todos os recursos que você tem para tentar aproveitar-se do medo que os outros têm, para alavancar oportunidades, enquanto a maioria se retrai?

Pensar diferente. Sair do quadrado. Encontrar outras opções de caminhos.

Releia a frase de Maquiavel, com que iniciamos este Boletim.

Ninguém faz uma revolução nos negócios, pensando de maneira normal e tradicional.

Lembre-se de que só há 3 estratégias possíveis:

– a revolucionária,

– a evolucionária, e

– a eu também (“me too”)

conforme pode ser visto no nosso artigo SÓ HÁ 3 ESTRATÉGIAS

Lembre-se de que se você faz o que sempre fez, acaba obtendo sempre os mesmo resultados. E você, você reclama do quê?

Enquanto a maioria se retrai, o que você deve fazer aproveitar e ocupar o lugar que os medrosos deixam para trás.

Na crise, quais as reais oportunidades que acontecem no seu mercado?

Crise e oportunidade são os dois lados da mesma moeda.

Há uma lenda indígena que diz que o feiticeiro estava ensinado a uma criança, que cada um temos dentro de nós, um lobo e um cordeiro. E que somente um triunfará, ou o lobo ou o cordeiro.

O garoto pergunta, então, ao feiticeiro:

– “Mas quem vence?”

A resposta é: 

– “Aquele que você alimenta!”

Com a crise e a oportunidade ocorre algo muito semelhante.

Quem enxerga crise, se retrai, e a profecia se cumpre.

Quem enxerga oportunidade, avança e a profecia se cumpre.


A grande diferença está nos resultados de cada um desses lados da profecia, que igualmente se cumpre: 

– quem enxerga crise, obtém crise:

– quem enxerga oportunidades, colhe oportunidades.

Não é outra coisa que diz Antonio Machado, poeta espanhol:

“Caminhante, não há caminho,
o caminho faz-se ao caminhar.”

Para nós, crise é igual a oportunidade. E você enxerga a moeda do lado que você escolhe, ou “alimenta”.

Você e sua empresa enxergam crises ou oportunidades?

Essa mudança de foco nem sempre é fácil, mas se fosse fácil seria coisa para todos. E só você é igual a você. Aproveite!

Se a sua empresa tem alguma dificuldade de enxergar oportunidades, a Merkatus pode ajudar. 

Contate-nos diretamente, ou ainda leia a página PERGUNTAS E RESPOSTAS para maiores informações sobre nossos serviços.

Construa uma semana excelente.

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.