CAINDO NA REAL: Os Erros Na Educação

Eu sempre me interessei pela educação, a educação sempre foi um dos meus temas de estudo, e um ponto de observação e reflexão.

Algo estava me incomodando e eu não sabia as razões. Até acordar nesta sexta-feira passada, e vislumbrar a idéia desta série de artigos que tem por objetivo mostrar o estado real da educação básica, observada e vivenciada por mim, ao longo destes mais de 20 anos convivendo, frente a frente, com a educação básica brasileira.

A minha Proposta de Gestão Para o Ensino Básico foi feita para não ficar na costumeira e improdutiva análise, e sua irmã, a paralisia por análise, um mal muito comum na educação brasileira.

Por opção, publiquei primeiramente uma proposta simplificada de gestão do ensino básico, que pode ser levada a cabo por quaisquer pessoas que estejam familiarizadas com processos administrativos modernos. Os Critérios de Excelência do Programa Nacional da Qualidade, que pode ser obtido cadastrando-se no sítio da Fundação Nacional da Qualidade.

Se você identificar alguém, ou processos semelhantes nestes relatos, não se surpreenda, não é mera coincidência, mas com certeza não estaremos falando das mesmas pessoas, nem tampouco dos mesmos fatos, pois o aqui relatado eu encontrei em diversas escolas e em diversos municípios, não sendo retrato de alguém em especial, nem de ninguém em particular, mas o acúmulo de fatos, ocorrências e vivências. 

Estes fatos, aos quais dou forma nestes artigos, são frutos destes 20 anos de vivência com esta sofrível realidade.

Este conjunto de artigos só foi possível, pois faz anos, muitos anos que acordo ao lado da psicopedagoga, Aracelli Robine, que coloca seus esforços na construção de uma sociedade mais justa, iniciando pela única atividade que mostra historicamente dar certo: a educação. Ela é uma alfabetizadora nata.

Nenhum país desenvolveu-se sem investir em educação. A transformação de um país passa, necessária e obrigatoriamente, pelo seu sistema educacional. Só se constrói um país de valor quando o seu povo teve anteriormente acesso a uma educação de qualidade.

A educação é um processo lento. Demora de 10 a 20 anos a ter o seu produto acabado colocado no mercado.

Passaremos, portanto a fazer algumas colocações que mostrarão a diferença entre:

– o mundo ideal, conhecido e propagado, da administração moderna e eficaz, dos critérios de excelência da gestão que se encontram, hoje em dia, em quaisquer compêndios ou livros básicos de administração, e 

– a triste realidade encontrada na prática educacional do ensino básico na maioria dos municípios brasileiros.

Leia aqui os outros artigos da série:

CAINDO NA REAL I: A Síndrome de Tássia Xando

CAINDO NA REAL II: Não Vamos Dar Moleza!

CAINDO NA REAL III: O Berço Esplêndido

CAINDO NA REAL IV: O Povo É Gado

CAINDO NA REAL V: Insistindo No Erro

CAINDO NA REAL VI: Eu Quero É Me Arrumar!

Até uma próxima oportunidade.

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.