A LEI DO ALMOÇO DE GRAÇA

Este artigo é dedicado a duas pessoas que não sabem, mas foram cada uma delas, responsáveis pela elaboração de 2 artigos, Ademar Orsi, da JVS Consultores, e Rogério Martins, da Persona Consultoria & Eventos, colegas de primeira hora da Lista de RH. O último por me cutucar com um assunto comum a RH e marketing de serviços, o que me obrigou a escrever sobre estratégia, e o primeiro por me facilitar a leitura de um livro imprescindível para estratégia de consultores. A eles muito obrigado!


Para completar e complementar as estratégias a que nos referimos no artigo anterior, escolhemos esta semana falar sobre a Lei do Almoço de Graça.

Esta é uma lei inexorável!

Ela está presente em todos os aspectos da nossa vida. Nós podemos até não ter percebido, mas ela caminhou sempre junto com quaisquer escolhas que cada um de nós fizemos.

Essas escolhas podem também ser as estratégicas para a sua empresa.

Mas podem ser também as nossas escolhas pessoais, as escolhas na vida, no dia a dia de cada um de nós.

Por este motivo ela precisa ser conhecida de todos.

Eu apresento a Lei do Almoço de Graça:

  
 LEI DO ALMOÇO DE GRAÇA:
  
 Não há almoço de graça!
  

Esta lei diz que nada é de graça. 

Não é de graça nem ao menos ganhar na loteria! E eu não estou falando só do preço do jogo, não!

Eu estou falando também do custo que os ganhadores tem que assumir após ganharem na loteria: os amigos de longa data, os parentes que sempre adoraram o ganhador, os pedidos, as instituiçòes de caridade, etc. e tal.

Esta Lei do Almoço de Graça tem um corolário bastante interessante:

 Corolário da
 LEI DO ALMOÇO DE GRAÇA:
  
 Não há benefício sem custo!
  

Este corolário tem um caráter mais abrangente, mas causa menos impacto do que o enunciado principal e, como conseqüência, pode passar despercebido, razão pela qual eu utilizo o outro!

Este aspecto de que toda escolha (benefício) envolve um custo é bastante importante para a determinação da escolha da estratégia de qualquer empresa, qualquer que seja a estratégia escolhida.

Nas suas escolhas pessoais, ao longo da sua vida, essa lei também funciona para todas e quaisquer escolhas que você fez, está fazendo e fará. Funciona para você e para cada um de nós!

Esta informação deste artigo ajuda você a determinar o curso e o custo das suas escolhas, que é a base deste sítio, informação para dar suporte à ação!

O 1º direito assertivo diz, de outra forma, o mesmo: 

“Você tem o direito de julgar seu próprio comportamento, pensamentos e emoções, e assumir a responsabilidade por seu início e conseqüências sobre você mesmo.”

Mas isso já é assunto para outro artigo!

Até lá!

Carlos Alberto de Faria

Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1972 e Pós-Graduado em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 1997. Mais de 40 anos de experiência em Marketing.


Este artigo é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este artigo aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a) a obtenção de mais e melhores clientes certos; b) a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado; c) a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado. 

Este artigo pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que: 1. mantida a autoria; 2. divulgado o autor; e 3. divulgado o endereço do site www.merkatus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.