CARLOS ALBERTO DE FARIA  apresenta:
BOLETIM ELETRÔNICO SEMANAL - BES Assinar o BES, clique aqui!



OS SEGUIDORES

"Quando o líder efetivo dá o seu trabalho por terminado,
as pessoas dizem que tudo aconteceu naturalmente."
Lao-Tsé

________________________________________________________________
RESUMO:
Muito se tem falado e escrito sobre os líderes.
Neste artigo falamos o que os liderados procuram nos líderes.

________________________________________________________________


Há alguns modelos que a nossa sociedade persegue e coloca nos caminhos das pessoas:

- há um sonho que persegue muitas mulheres: serem modelos;

- para os homens há a busca incansável da liderança.

Há homens modelos e há mulheres líderes. Não estamos sendo chauvinistas, apenas constatando uma realidade presente em nossos dias em nosso país.

Há até alguns mitos e endeusamento, tanto das funções de liderança, como das pessoas que assumem cargos de liderança.

Indo contra a maré, o objetivo deste artigo é explorar a visão dos seguidores, os resultados do processo de liderança sob o ponto de vista dos seguidores do líder.

Seguidores ou liderados neste texto tem igual significado.

O que o líder pode e deve fazer para obter o melhor desempenho dos seus liderados, sob o ponto de vista deles?

Qual o significado da liderança e do próprio trabalho para os liderados?

Qual a importância do significado da liderança e do próprio trabalho para a consecução de objetivos pelos seguidores?

Desta forma podemos enxergar a liderança como um meio de campo, físico e temporal, entre:

- os seguidores e

- os meios para se alcançar os resultados e os próprios resultados finais, negociados e acordados.

Enfim, o que os seguidores buscam em uma liderança?

A produtividade da empresa, e, portanto, a sua sobrevivência, depende da produtividade de cada empregado, das suas equipes e de todos empregados, como um todo, que por sua vez são também dependentes de alguns fatores que a liderança propicia, entre outros:

- a auto-identidade de cada empregado;

- a motivação individual e coletiva;

- os processos de auto-regulação entre pessoas e entre equipes (a
definição do jogo - Missão, Visão e Valores (*),

- os processos de decisão,

- os processos de resolução de conflitos,

- os processos de avaliação;

- o compartilhamento;

- a manifestação, a vivência e o relato das emoções e

- a percepção de eqüidade (justiça social dentro da empresa).

(*) Leia o artigo:

MISSÃO, VISÃO E VALORES: Por Que, O Que E Como?

1. A AUTO-IDENTIDADE
A auto-identidade dos seguidores é o conceito que precisa de maiores esclarecimentos, pois envolve:

- a auto-estima,
- o respeito e a valorização das diferenças e das singularidades de cada seguidor,
- a formação da percepção de pertencer a uma empresa,

- a formação da percepção de pertencer a um grupo que faça parte da criação de algo que não só valha a pena, como transforma cada seguidor em artífice da construção de um mundo melhor,

- em dar significado ao trabalho de cada seguidor e
- dar significado à própria vida de cada seguidor.

2. OS PROCESSOS DE DECISÃO
Os processos de decisão precisam contemplar a participação individual e coletiva por dois motivos principais, sob o enfoque dos seguidores:

- fazer com que sintam participantes das decisões da empresa;

- facilitar o comprometimento com as metas estabelecidas;

que por sua vez exigem das lideranças o compartilhamento de informações, o que reforça este próprio processo.

3. OS PROCESSOS DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS
Os conflitos precisam ser estimulados na mesma proporção da solução por consenso.

As soluções de conflitos saem naturalmente da maturidade das pessoas em conflito.

As soluções dos conflitos passam obrigatoriamente pelo consenso, pelo debate de idéias até uma solução negociada, onde todos estejam acordados, pois esta é a única forma de se ter um único objetivo compartilhado, negociado e onde só há vencedores.

Na solução democrática de conflitos a minoria é vencida pela maioria, através de eleição.

Recomendamos ler o artigo:

4. OS PROCESSOS DE AVALIAÇÃO
A avaliação precisa ser montada para:

- refletir a totalidade dos contatos e interações profissionais de cada empregado,

- buscando entregar uma avaliação do empregado como um todo, tanto do seu aspecto profissional (adesão aos objetivos da empresa), como do seu aspecto atitudinal (participante ativo da criação do clima empresarial),

- a avaliação é feita dentro do contexto maior de propiciar a melhoria contínua dos empregados, e, por conseqüência, da empresa.

A avaliação 360º é uma boa forma de se alcançar estes objetivos.

5. O COMPARTILHAMENTO
O compartilhamento deve englobar diversos aspectos, mas 3 se destacam pela sua importância:

- experiência;
- conhecimento e
- sucesso.

O treinamento, como um todo, está incluso neste fator. Mas não somente ele, o treinamento, pois a celebração do sucesso está também contida neste fator, por exemplo.

6. A MANIFESTAÇÃO, A VIVÊNCIA E O RELATO DAS EMOÇÕES
A existência de um clima empresarial amistoso entre os empregados, que aceite, facilite a vazão às emoções positivas e negativas, no ambiente profissional, é mais um dos aspectos que os seguidores vêem como necessário à sua condição de ser humano.

Isto não quer dizer transformar o ambiente empresarial em consultório sentimental, mas em permitir e aceitar a expressão da emoção dentro do ambiente empresarial, pois o ser humano é único, e o lado profissional é extremamente afetado pela emoção.

Ajudar a encontrar o equilíbrio destas manifestações das emoções é um dos fatores que impulsionam o comprometimento, pois o seguidor sente-se aceito e respeitado pelo todo que ele é, e não somente pelo seu lado "produtivo".

7. A PERCEPÇÃO DA EQÜIDADE
A percepção dos empregados da eqüidade ou da justiça social dentro da empresa, sem quaisquer favorecimentos, a tal da eqüidade, é crucial para que se estabeleçam altos padrões de desempenho.

Leia o artigo anterior:

Note que a confiança, que é principal característica do líder, é fortemente afetada pela eqüidade empresarial.

Com estes fatores levantados não pretendemos cobrir todos os aspectos da percepção dos empregados sobre a liderança, mas identificar os mais importantes, sob o ponto de vista da nossa experiência.

Se você tem interesse em aprimorar a sua liderança e a liderança na sua empresa, a Merkatus pode ajudá-lo. Contate-nos:

calfaria@merkatus.com.br ou
0 XX 47 3369-2465 ou
MSN: cafaria@merkatus.com.br

Assuma a construção de uma semana excelente.

Carlos Alberto de Faria
Merkatus - Ajudando nossos clientes a atrair clientes.

_____________________________________________________________________
Se você quiser assinar GRATUITAMENTE este Boletim Eletrônico Semanal, cadastre-se aqui.

Nesta mesma página podem ser encontrados os Boletins Semanais anteriores.

Caso queira cancelar o recebimento deste Boletim Eletrônico Semanal basta nos enviar um "E-MAIL" para contato@merkatus.com.br preenchendo o campo "ASSUNTO" OU "SUBJECT" com a palavr
a DESCADASTRAR.
______________________________________________________________________

Este Boletim Eletrônico Semanal é uma prática de disseminação de conhecimento adotada pela Merkatus, através do correio eletrônico, de circulação restrita e exclusiva para pessoas, instituições ou empresas que manifestaram o interesse em recebê-lo. Este Boletim Eletrônico Semanal aborda temas que ajudam as pessoas, as empresas e as instituições a aprimorar: a obtenção de mais e melhores clientes certos, a conformidade do que produzem ou fazem à demanda do seu mercado, a aproximação de interesses convergentes entre a demanda e a oferta, dentro da área de serviços. É nosso intuito promover o desenvolvimento pessoal e aprimorar as relações comerciais do mercado.
.Este Boletim Eletrônico Semanal pode ser impresso, repassado ou copiado, no todo ou em parte, desde que
1º - mantida a autoria;
2º - divulgado o autor e
3º - divulgado o endereço do "site"  http://www.merkatus.com.br.

© Copyright 2003-2007, Carlos Alberto de Faria, Merkatus
Este "site" foi desenvolvido pela Merkatus.